32. Mais um Manuscrito meu...

"Sem ti, de repente, vi todo o meu mundo apagado.
Da presença transformada em ausência…
Instalou-se depressa em mim o pânico de não te sentir, “aqui”…
Porque desapareceste e te foste embora?
Porque sumiste e criaste o deserto emocional que estavas a quebrar com a tua cada vez mais constante presença?
Tanta dor senti…tanta ansiedade da angústia que vivi com o não saber de ti…
Silêncio exasperante provocaste no meu corpo…alma consumida com a incerteza de te ter…ou não te ter…
Tão precioso e puro era o que tínhamos…tão especial, profundo e puro foi o começo dos dois em “um nós”…
Como pressenti e ansiei por uma história a dois mais longe que nós…pois ambos merecíamos essa oportunidade…
Como depressa te tornaste no meu sorriso preferido…a minha grande e eleita força para continuar a seguir em frente…
Como foste cruel, como foste tão cobarde!...deixaste que o teu medo e os teus fantasmas fossem mais fortes que o valor que me davas, e o respeito e consideração que me tinhas!...
Desapareceste, provavelmente, para sempre…é tão triste saber que dificilmente voltarei a ver-te!...Não porque te odeie, não porque te despreze…mas simplesmente porque és cobarde e nunca terás a coragem de me olhar e confrontar com aquilo que te envergonhou…sinto uma profunda saudade, uma morte lenta e feroz de tudo aquilo que nos ligou…desilusão enorme que despontaste, agora, …
Conseguirei algum dia perdoar-te?
Creio que sim, pois a pena por ti começará a crescer…creio que sim, pois sei que de ti nunca me quiseste mal algum…preocupaste-te, e vivamente demonstraste-me como é bom ser-se alvo de tamanha atenção e afectividade, apenas conseguidas quando uma mulher quer tanto um homem…
Tenho pena porque te perdeste, sinto-me triste pois já não sei se alguma vez te reencontrarás a ti mesmo…sei apenas que vou ter de o fazer novamente comigo, pois por mais dor, angústia, desalento e desilusão que tenhas despertado em mim, sei que quero e continuarei a lutar por seguir em frente…por novamente ser feliz!..."

Reencontrei este desabafo... resolvi postá-lo, aqui, porque agradou-me a forma como o escrevi... na altura em que o fiz. Gostaria de retomá-lo e desenvolvê-lo, um dia, numa história que criasse... agora que o partilhei com vocês, o que me dizem?

Bjo grande.

2 comentários:

Ricardo disse...

Está muito bem escrito, amiga! Mas o sentimento... é tão tão triste. Sei que és forte e vais ultrapassar, com toda certeza!

Beijinho grande do teu velho amigo Ricardo!

Maisha disse...

Já foi ultrapassado migo... ;) isto já tem algum tempo, agora estou bem... foi uma cena que escrevi e que resolvi postar pq gostei da forma como me expressei na altura... obrigada por teres lido

Um beijinho, Su*

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Azul e Aquariana... Muitas facetas numa só...